El conocimiento viene de los ríos: las representaciones sociales del envejecimiento entre los ancianos ribereños

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.22235/cp.v14i2.2033

Palabras clave:

envejecimento, ancianos, ribereño, representaciones sociales, IRaMuTeQ

Resumen

El objetivo fue aprehender las representaciones sociales del envejecimiento para los ancianos de una isla fluvial brasileña. Este es un estudio cualitativo-exploratorio con muestra no probabilística e intencional. Se utilizaron cuestionarios sociodemográficos y entrevistas semiestructuradas. Cien ancianos ribereños, emparejadas por sexo, con edades comprendidas entre 60-89 años (M= 70 años, DE= 7) participaron en el estudio. A partir de la Clasificación Jerárquica Descendente obtenida por el software IRaMuTeQ, se presentaron seis clases, que presentaron representaciones sobre la concesión divina del envejecimiento, el envejecimiento cronológico y las implicaciones acumulativas, las pérdidas biopsicosociales, su impacto en la funcionalidad y el miedo a la dependencia. Se espera que el presente estudio contribuya a las intervenciones sobre el envejecimiento de los ancianos ribereños y subsidie futuras investigaciones en el campo gerontológico sobre esta población.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Jefferson Luiz de Cerqueira Castro, Universidade Federal do Piauí

Possui graduação em Psicologia (Universidade Federal do Piauí – UFPI); mestrando em Psicologia (UFPI); pós-graduando em Educação, Ética e Política (Universidade Estadual do Piauí – UESPI); bolsista pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI).

Ludgleydson Fernandes de Araújo, Universidade Federal do Piauí

Psicólogo, Doutor em Psicologia (Universidad de Granada) com período sanduíche na Università di Bologna, Mestre em Psicologia e Saúde (Universidade de Granada), Mestre em Psicologia Social e Especialista em Gerontologia (Universidade Federal da Paraíba – UFPB). Professor orientador do Programa de Pós-Graduação (Stricto Sensu) em Psicologia da UFPI. Bolsista de Produtividade PQ-2 em pesquisa pelo CNPq.

Citas

Araújo, L. F., & Carlos, K. P. T. (2018). Sexualidade na velhice: um estudo sobre o envelhecimento LGBT. Psicología, Conocimiento y Sociedad, 8(1), 218-237. doi: 10.26864/pcs.v8.n1.10

Araújo, L. F., Castro, J. L. C., & Santos, J. V. O. (2018). A família e sua relação com o idoso: Um estudo de representações sociais. Psicologia em Pesquisa UFJF, 12(2), 14-23. doi: 10.24879/2018001200200130

Arruda, C. R. M. S., & Borges, L. M. O. (2016). O Direito Fundamental à Envelhecer com Dignidade. Revista de Direitos Sociais, Seguridade e Previdência Social, 2(2), 210-229.

Baltes, P. B., Staudinger, U. M., & Lindenberger, U. (1999). Lifespan psychology: Theory and application to intellectual functioning. Annual review of psychology, 50(1), 471-507.

Biasus, F., Demantova, A., & Camargo, B. V. (2011). Representações sociais do envelhecimento e da sexualidade para pessoas com mais de 50 anos. Temas em Psicologia, 19(1), 319-336.

Brito, A. M. M., Belloni, E., Castro, A., Camargo, B. V., & Giacomozzi, A. I. (2018). Representações sociais do cuidado e da velhice no Brasil e Itália. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 34, 1-11. doi: 10.1590/0102.3772e3455

Faria, L., Santos, L. A. C., & Patiño, R. A. (2017). A fenomenologia do envelhecer e da morte na perspectiva de Norbert Elias. Cadernos de Saúde Pública, 33(12), 1-11. doi: 10.1590/0102-311x00068217

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento. (2018). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - Características gerais dos domicílios e dos moradores 2017. Rio de Janeiro: IBGE.

Jodelet, D. (Org.). (2001). As representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ

Kalache, A. (2017). Prefácio. Em: E. V. Freitas & L. Py (eds.). Tratado de geriatria e gerontologia (4ta. ed.) (pp. 43-44). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Lima, B. M., Araújo, F. A., & Scattolin, F. A. A. (2016). Qualidade de vida e independência funcional de idosos frequentadores do clube do idoso do município de Sorocaba. Arquivos Brasileiros de Ciências da Saúde, 41(3), 168-175. doi: 10.7322/abcshs.v41i3.907

Luttigards, P. M. (2018). Envelhecimento e Gestão da Idade: Perspectiva e Atuação dos Profissionais da Área de Gestão de Pessoas (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal da Bahia, Salvador, Bahia, Brasil. Recuperado de https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/26614/1/Disserta%C3%A7%C3%A3o%20Polyana%20Monteiro%20Luttigards%20%28vers%C3%A3o%20final%29.pdf

Maia, L. M., Correia, S. B., & Oliveira, I. A. Indígenas na perspectiva de universitários: uma análise a partir das representações sociais. In L. F. Araújo, E. D. Medeiros, M. P. L. Coutinho, & L. S. Araújo (orgs.). Representações sociais e práticas psicossociais (pp. 309-324). Curitiba: CRV, 2018.

Martins, A. M. E. B. L., Nascimento, J. E., Souza, J. G. S., Sá, M. A. B., Feres, S. B. L., ... & Ferreira, E. F. (2016). Associação entre transtornos mentais comuns e condições subjetivas de saúde entre idosos. Ciência & Saúde Coletiva, 21(11), 3387-3398. doi: 10.1590/1413-812320152111.07842015

Meirelles, C. R. M., Brugnera, A. C., Bruna, G. C., & Fehr, L. (2016). Riverside Population in Amazon: Culture, Environment and Construction Technique. Journal of Engineering Research and Application, 6(12), 19-26.

Mendoza-Núñez, V. M., Sarmiento-Salmorán, E., Marín-Cortés, R., Martínez-Maldonado, M. L., & Ruiz-Ramos, M. (2018). Influence of the Self-Perception of Old Age on the Effect of a Healthy Aging Program. Journal of Clinical Medicine, 7(106), 1-11. doi: 10.3390/jcm7050106

Moscovici, S. (2012). Representações sociais: Investigações em psicologia social (5ta.ed). Petrópolis: Vozes.

Nascimento, R. G., Cardoso, R. O., Pinto, D. S., & Magalhães, C. M. C. (2019). Por entre pontes e rios: a imersão nos papéis ocupacionais de idosos ribeirinhos amazônicos. Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional, 3(1), 9-20.

Nascimento, R. G., Cardoso, R. O., Santos, Z. N. L., Magalhães, C. M. C., & Pinto, D. (2016). Percepção de idosos ribeirinhos amazônicos sobre o processo de envelhecimento: o saber empírico que vem dos rios. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 19(3), 429-440. doi: 10.1590/1809-98232016019.150121

Nascimento, R. G., Cardoso, R. O., Santos, Z. N. L., Magalhães, C. M. C., & Pinto, D. (2017). Condições de habitação e grau de satisfação domiciliar entre idosos ribeirinhos amazônicos. Psico-USF, 22(3), 389-399. doi: 10.1590/1413-82712017220301

Papaléo Netto, M. (2017). Estudo da Velhice – Histórico, Definição do Campo e Termos Básicos. Em: E. V. Freitas & L. Py (eds.). Tratado de geriatria e gerontologia (4ta. ed.) (pp. 103-125). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Peixoto, N., Lima, L. C. V., & Bittar, C. M. L. (2017). Percepções sobre qualidade de vida entre idosos que participam de uma Universidade Aberta para Maturidade. Acta Scientiarum, 39(2), 209-216. doi: 10.4025/actascihumansoc.v39i2.33089

Pereira, S. M. A. G. (2015). Funcionamento intelectual na terceira e quarta idade: Um estudo com MMSE e MoCA (Dissertação de Mestrado). Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Viana do Castelo, Portugal. Recuperado de http://repositorio.ipvc.pt/handle/20.500.11960/1785

Pereira, J., Firmo, J., & Giacomin, K. (2014). Maneiras de pensar e de agir de idosos frente às questões relativas à funcionalidade/incapacidade. Ciência & Saúde Coletiva, 19(8), 3375-3384. doi: 10.1590/1413-81232014198.11942013

Rateau, P., Moliner, P., Guimelli, C., & Abric, J-C. (2012). Social Representation Theory. Em: P. A. M. Van Lange, A. W. Kruglanski, & T. Higgins (Eds.). Handbook Of Theories Of Social Psychology: Volume 2 (pp. 477-497). doi: 10.4135/9781446249222

Silva, E. P., Farias, G. G., & Alves, O. J. A. (2016). As políticas públicas e seus reflexos no modo de vida Ribeirinho na comunidade menino deus em Portel (PA). Revista Cerrados, 14(2), 161-183.

Silva, L. M. (2011). Envelhecimento e qualidade de vida para idosos: um estudo de representações sociais (Dissertação, mestrado). Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Brasil. Recuperado em fevereiro 12, 2019, de https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5079

Simões, C. C. S. (2016). Relações entre as alterações históricas na dinâmica demográfica brasileira e os impactos decorrentes do processo de envelhecimento da população. Rio de Janeiro: IBGE, Coordenação de População e Indicadores Sociais.

Soares, C., Marques, A. M., Silva, M. G., Cerqueira, A., Bonança, I., & Arguello, P. (2014). Are social representations of positive ageing really effective? The ageing process through the eyes of elderly. Journal of Spatial and Organizational Dynamics, 2(2). 41-54.

Souza, L. N. N., Carvalho, P. H. B., & Ferreira, M. E. C. (2018). Quality of life and subjective well-being of physically active elderly people: a systematic review. Journal of Physical Education and Sport, 18(3), 1615-1623. doi: https://doi.org/10.7752/jpes.2018.03237

Swift, H. J., Abrams, D., Lamont, R. A., & Drury, L. (2017). The Risks of Ageism Model: How Ageism and Negative Attitudes toward Age Can Be a Barrier to Active Aging. Social Issues and Policy Review, 11(1). 195-231. doi: 10.1111/sipr.12031

Torres, T., Camargo, B., Boulsfield, A., & Silva, A. (2015). Representações sociais e crenças normativas sobre envelhecimento. Ciência & Saúde Coletiva, 20(12), 3621-3630. doi: 10.1590/1413-812320152012.01042015

Vieira, K. F. L., Coutinho, M. P. L., & Saraiva, E. R. A. (2016). Sexualidade na Velhice: Representações Sociais de Idosos Frequentadores de um Grupo de Convivência. Psicologia: Ciência e Profissão, 36(1), 196-209. doi: 101590/1982-3703002392013

Vieira, S. K. S. F., Alves, E. L. M., Fernandes, M. A., Martins, M. C. C., & Lago, E. C. (2017). Características sociodemográficas e morbidades entre idosos institucionalizados sem declínio cognitivo. Revista Cuidado é Fundamental, 9(4), 1132-1138. doi: 10.9789/2175-5361.2017.v9i4.1132-1138

Winckler, M., Boufleuer, T. R., Ferretti, F., & Sá, C. A. (2016). Idosos no Meio Rural: Uma Revisão Integrativa. Estudos interdisciplinares em envelhecimento, 21(2), 173-194.

Publicado

2020-10-06

Cómo citar

Luiz de Cerqueira Castro, J., & Fernandes de Araújo, L. (2020). El conocimiento viene de los ríos: las representaciones sociales del envejecimiento entre los ancianos ribereños. Ciencias Psicológicas, 14(2), e-2033. https://doi.org/10.22235/cp.v14i2.2033

Número

Sección

ARTÍCULOS ORIGINALES